I. Pedro é a Rocha na qual a Igreja é Edificada

  • João 1,42 – Jesus da a Simão o nome “Kepha”, em Aramaico que literalmente significa “rocha”. Isso foi uma coisa extraordinária que Jesus fez, porque “rocha” nem era um nome no tempo de Jesus. Jesus fez isso, não para dar um nome estranho a Simão, mas para identificar sua nova função. Quando Deus troca o nome de uma pessoa, Ele troca sua função.
    Jo 1,42 |
  • Gênesis 17,5; 32,28; II Reis 23,34; Atos 4,36; 9,4; 13,9 – Por exemplo, nestes versos, vemos que Deus troca o nome das seguintes pessoas e, como resultado, eles se tornam agentes especiais de Deus, na função que o novo nome significa: Abrão para Abraão; Jacó para Israel; Eliacim para Joaquim; José para Barnabé; Saulo para Paulo; etc... Gn 17,5 | Gn 32,28 | II Rs 23,34 | At 4,36 | At 9,4 | At 13,9 |
  • II Samuel 22,2-3, 32, 47; 23,3; Salmo 17,3.32.47[18,2.31.46]; 18,15[19,14] ; 27,1[28,1] ; 41,10[42,9] ; 62,3.7-8[62,2.6.7] ; 88,27[89,26] ; 93,22[94,22] – Nestes versos, Deus também é chamado de “rocha”. Conseqüentemente, destes versos, os não-católicos argumentam que Deus – e não Pedro – é a rocha que Jesus está se referindo em Mateus 16,18. Este argumento, não somente ignora o sentido plano do aplicável texto, mas também assume que palavras usadas na Escritura, podem ter somente um sentido. Isto, é claro, não é verdade. II Sm 22,2-3, 32, 47 | Sl 17,3.32.47 | Sl 18,15 | Sl 27,1 | Sl 41,10 | Sl 62,3.7-8 | Sl 88,27 | Sl 93,22 |
  • Por exemplo: I Coríntios 3,11 – Jesus é chamado o único fundamento, mas em Efésios 2,20, os Apóstolos são chamados de fundamento da Igreja. Similarmente, em I Pedro 2,25 e Hebreus 13,20, Jesus é designado como o Pastor do rebanho, assim como Ele mesmo declarou-Se em João 10,11.14; mas em Atos 20,28 e I Pedro 5,2-3, os Apóstolos também são designados como pastores do rebanho. Estes versos mostram que ali são múltiplas metáforas para a Igreja, e que palavras usadas pelos inspirados escritores das Escrituras, podem ter vários sentidos e serem aplicáveis a várias situações, ou pessoas, como neste exemplo. Os católicos concordam que Deus é chamado Rocha da Igreja, mas isso não significa que Ele não pode conferir esta distinção a Pedro e seus companheiros também, para facilitar a unidade que Ele deseja para a Igreja.
    I Co 3,11 | Ef 2, 20 | I Pe 2, 25 | Hb 13, 20 | Jo 10, 11.14 | At 20,28 | I Pe 5,2-3 |
  • Mateus 16,18 – Jesus disse em Aramaico, tu és “Kepha” e sobre essa “Kepha” edificarei minha Igreja. Em Aramaico, “kepha” significa pedra sólida, e “evna” significa pequeno fragmento. Alguns não-católicos (protestantes) argumentam que, por causa da palavra grega rocha ser “petra”, “Petros” realmente significa “uma pequena pedra”, e consequentemente Jesus estaria tentando diminuir Pedro, bem após ter abençoado-o, chamando-o de pequena pedra. Isto é sem sentido no contexto da benção de Jesus a Pedro; Jesus estava falando aramaico e usou “Kepha”, não “evna”. Usando Petros para traduzir Kepha foi feito simplesmente para refletir o substantivo masculino de Pedro. Mt 16,18 |
  • Mais ainda, se o tradutor quisesse identificar Pedro, como “pequena pedra”, ele usaria “lithos” como significando um “pequeno fragmento” em grego. Também, Petros e petra eram sinônimos no tempo que o Evangelho foi escrito, assim qualquer tentativa para distinguir as duas palavras são inconseqüentes. Por isso, Jesus chamou Pedro de pedra sólida, não pequeno fragmento, no qual Ele edificaria a Igreja (você nem precisa de Mateus 16,18 para provar que Pedro é a rocha, porque Jesus nomeou Simão como “Rocha” em João 1,42. Jo 1, 42 |
  • Mateus 16,17 – Para mais demonstrar que Jesus estava falando em Aramaico, Jesus diz Simão “Bar-Jona”. O uso de “Bar-Jona” prova que Jesus estava falando em aramaico. Em aramaico, “Bar” significa filho, e “Jona” significa João ou pomba (Espírito Santo). Veja Mateus 27,46 e Marcos 15,34 que dão outro exemplo de Jesus falando aramaico, como Ele pronunciou na forma rabínica o primeiro verso do Salmo 22[21] declarando-Se o Cristo, o Messias. Isto mostra que Jesus estava mesmo falando Aramaico, como os Judeus falavam naquele tempo. Mt 16,17 | Mt 27,46 | Mc 15,34 |
  • Mateus 16,18 – Também, em citar “sobre esta rocha”, as Escrituras usam o grego “tautee tee”, o que significa sobre “esta” rocha; sobre “esta mesma” rocha; ou, sobre “esta mesmíssima” rocha. “Tautee tee” é um demonstrativo em grego, apontando Pedro, o sujeito da sentença (e não a sua confissão de fé como alguns anti-católicos argumentam) como a mesmíssima rocha sobre a qual Jesus edificaria Sua Igreja. O demonstrativo (“tautee”) geralmente refere-se ao seu antecedente mais próximo (que no caso, é “Petros”). Também, não há lugar algum na Escritura onde “fé” é designada como “rocha”. Mt 16,18 |
  • Mateus 16,18-19 – Adicionando. Para argumentar que Jesus primeiro abençoa Pedro por ter recebido revelação divina do Pai, depois o diminui chamando-o de pequeno fragmento, e depois o enleva novamente, dando a ele as Chaves do Reino dos Céus, é inteiramente ilógico, e uma grossa manipulação do texto para negar a verdade da liderança de Pedro na Igreja. Isso é uma tripla bênção de Pedro – tu és abençoado, tu és a rocha sobre a qual Eu edificarei minha Igreja, e tu receberás as Chaves do Reino dos Céus (não: tu és abençoado por receber Revelação, mas tu és ainda um insignificante pequeno fragmento, e Eu ainda estou dando-te as Chaves do Reino dos Céus). Mt 16,18-19 |
  • Mateus 16,18 – E ainda mais. Se Jesus estivesse se referindo a Si mesmo ou à fé proclamada por Pedro (e não ao próprio Pedro) como a Rocha na qual Ele próprio edificaria a Igreja, no mínimo Ele deveria ter dito: “Tu és Pedro, e sobre esta rocha que anunciastes, edificarei a minha Igreja”, ou “Tu és Pedro, e sobre esta rocha, que Sou Eu mesmo, edificarei a minha Igreja” ou então “Tu és Pedro, e sobre Mim mesmo, que Sou a Rocha, o qual tu declarastes ser o Cristo, edificarei a minha Igreja”. Mas não, Jesus se dirige a pessoa Pedro, declarando que Pedro mesmo é a rocha na qual edificaria Sua Igreja. “Tu és Rocha, e (como que declarando não somente a Pedro, mas também aos outros Apóstolos que estavam ao redor:) sobre esta rocha edificarei minha Igreja.” Jesus quis deixar bem claro aos outros Apóstolos que Pedro era a rocha na qual Ele edificaria a Igreja.
  • Mateus 16,18-19 – Pra replicar ainda mais o argumento protestante de que Jesus estava falando da confissão da fé de Pedro (não do próprio Pedro) baseado na revelação recebida. Os versos são claros, de que Jesus, após ter reconhecido que Pedro recebeu uma divina revelação, volta todo o discurso à pessoa de Pedro: «Bem-aventurado és “você”, Simão, por a carne nem o sangue terem revelado isto à “você”, mas meu Pai que está nos céus. E eu declaro a “você”: “Você” é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu darei a “você” as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.» Todo o discurso de Jesus se relaciona à pessoa de Pedro, não à sua confissão de fé.
  • Catecismo da Igreja Católica (CIC), § 881 – «Somente Simão, a quem deu o nome de Pedro, o Senhor constituiu em pedra de sua Igreja. Entregou-lhe as chaves da mesma, instituiu-o pastor de todo o rebanho. Porém, o múnus de ligar e desligar, que foi dado a Pedro, consta que também foi dado ao colégio dos apóstolos, unido a seu chefe." Este oficio pastoral de Pedro e dos outros Apóstolos faz parte dos fundamentos da Igreja e é continuado pelos Bispos sob o primado do Papa.»
  • Mateus 16,13 – Também, da perspectiva geográfica, Jesus renomeia Simão para rocha em Cesaréia de Filipe, próximo a uma massiva formação de rocha na qual Herodes construiu um templo a César. Jesus escolheu este estabelecimento para ainda mais enfatizar que Pedro era realmente a rocha na qual a Igreja seria construída. Mt 16,13 |
  • Mateus 7,24 – E após designar Simão como a rocha da Igreja, Jesus, como o homem prudente, constrói Sua Casa sobre esta rocha (Pedro), não na areia, para que então a casa não caia. Mt 7, 24 |
  • Lucas 6,48 – A casa (a Igreja) edificada sobre a rocha (Pedro) não pode ser abalada pelas enchentes (o que representa as heresias, cismas e escândalos, que a Igreja enfrentou durante os últimos 2.000 anos). Ocorreram as enchentes, mas a Igreja ainda permanece na rocha sólida de fundação. Todo aquele que ouve as palavras de Jesus e as pratica, edifica sua casa sobre a rocha (Pedro). Lc 6, 48 |
  • Mateus 16,21 – É importante também notar que foi depois que Jesus estabeleceu Pedro como líder da Igreja que Ele começou a falar de Sua morte e partida. Isto é porque Jesus agora já apontou o Seu representante na Terra. Mt 16, 21 |
  • João 21,15-17 – Jesus perguntou Pedro se ele O ama “mais do que estes”, referindo aos outros Apóstolos. Jesus singulariza Pedro como o líder do colégio apostólico. Jesus seleciona Pedro para ser o pastor chefe dos Apóstolos quando Ele diz à Pedro: “apascenta os meus cordeiros”, “apascenta as minhas ovelhas”, “apascenta as minhas ovelhas”. Pedro irá pastorear a Igreja como representante de Jesus. Esta passagem reforça ainda mais o argumento de que Pedro é a pedra na qual a Igreja é edificada. Jo 21, 15-17 |

“Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser.
Santo Agostinho”

Hoje é Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017