Os escritos dos Padres da Igreja sobre A Virgem Maria

  • Vejamos alguns desses testemunhos:
  • São Justino († 165): “ A Virgem Maria concebeu com fé e alegria quando o Anjo Gabriel lhe anunciou a Boa-Nova de que o Espírito do Senhor viria sobre ela, a Força do Altíssimo a cobriria com sombra, de modo que o Santo, que dela nasceria seria Filho de Deus” (Dial. Cum Tryphon).

  • Santo Irineu († 202): “Enquanto Eva, seduzida pela mensagem de um anjo, desobedeceu à palavra divina e afastou-se de Deus, Maria, ao contrário, guiada pela anunciação de outro anjo, obedeceu à palavra divina e mereceu trazer a Deus em seu seio” (Contra as Heresias).
  • Santo Efrém († 373): “Semelhante a teu Pai, semelhante a tua Mãe, a quem és tu semelhante? Deus não tem forma nem cor; és semelhante a teu Pai em força, em essência, em natureza, em poder; mas és também semelhante a tua Mãe, que te gerou, e de quem tomaste a forma humana; semelhante a teu Pai, semelhante a tua Mãe, és semelhante a ti próprio, ó tu, que tomaste a forma de escravo. Glória a ti…”

  • Tertuliano (Séc. II): “Assim como não nascendo da Virgem, pode sem mãe ter a Deus por Pai, do mesmo modo, nascendo da Virgem, pode ter a uma mulher por mãe, sem homem pai” (De Car. Ch.C. 18)
  • Santo Ambrósio († 4/4/397): “Que coisa mais esplêndida que aquela a quem escolheu o mesmo esplendor divino? Que coisa mais nobre que a Mãe de Deus?” ( De Vir. 1.II.7).
  • Santo Epifânio (†403): “Maria trouxe a causa da vida, por ela a vida estendeu-se a nós. Foi por isso que o Filho de Deus veio e este mundo, para que, onde abundou o delito, superabundasse a graça. Onde a morte havia chegado, chegou a vida para tomar o seu lugar; e aquele, que nasceu da mulher para ser nossa vida, haveria de expulsar a morte, introduzida pela mulher”.
  • São Cirilo de Alexandria († 444): “Nós vos saudamos, ó Maria, que trouxestes no vosso seio virginal aquele é imenso e infinito; por vós, a Santa Trindade é glorificada e ado-rada; por vós, a cruz preciosa é adorada no mundo inteiro; por vós, o céu exulta; por vós ale-gram-se os anjos e os arcanjos; por vós sãos postos em fuga os demônios; por vós o diabo tentador foi precipitado do céu; por vós, a criatura decaída é elevada ao céu; por vós, todo gênero humano, sujeito a insensatez da idolatria, chega ao conhecimento da verdade; por vós, o santo Batismo purifica os crentes; por vós, vem-nos o óleo da alegria; por vós, são fundadas as Igrejas em toda a terra; por vós, os povos são conduzidos à penitência” (No Concílio de Éfeso).
  • Santo Agostinho († 28/8/430): “Porventura não fez a vontade do Pai a Virgem Ma-ria, a qual acreditou em virtude da fé, concebeu em virtude da fé, foi escolhida como aquela da qual devia nascer a salvação entre os homens, foi criada por Cristo, antes que Cristo fosse nela criado? Fez sim certamente a vontade do Pai, Maria Santíssima. Por isso conta mais para Maria ter sido discípula de Cristo que ser Mãe de Cristo” (Discursos).
  • São Jerônimo († 30/9/420): “Propõe-te como modelo a Santíssima Virgem, cuja pureza foi tanta que mereceu ser a Mãe do Senhor” (Ep. 22 Ad Eustachium).

  • São Leão Magno († 461): “O Filho de Deus, que é Deus como seu Pai, e que recebe do Pai sua mesma natureza, Criador e Senhor de tudo, que está presente em toda parte e transcende o universo inteiro, na sequência dos tempos, que de sua providência dependem escolher para si este dia, para em prol da salvação do mundo, nele nascer da Bem-aventurada Virgem Maria, conservando intacto o pudor de sua Mãe. A virgindade de Maria não foi violada no parto como não fora maculada na conceição” (Pl 54,199).

  • São Sofrônio: “Quem ousará, ó Virgem Maria, competir convosco? Deus nasceu de vós. Haverá alguém que se não reconheça inferior a vós, e mais ainda, não vos conceda alegremente a primazia e a superioridade? Por isso ao contemplar as vossa eminentes prerrogativas, que superam as de toda as criaturas, eu vos aclamo com todo o entusiasmo: Ave, cheia de graça, o Senhor é convosco. Por meio de vós foi concedida a alegria não somente aos homens mas também aos anjos do céu” (Sermões Séc. VII).

“Quando os convido a ser santos, peço que não se conformem em ser de segunda linha,
mas que aspirem a um “horizonte maior. Não se conformem em ser medíocres.
Papa Bento XVI”

Hoje é Sábado, 23 de Setembro de 2017