O Papa tem poder pleno e supremo na Igreja pela eleição legítima por ele aceita, junto com a consagração episcopal. O Romano Pontífice tem o poder ordinário sobre todas as Igrejas particulares e demais entidades. Contra uma sentença ou decreto do Papa, não há apelação, nem recurso.


“Clemente de Alexandria
"Só há uma Igreja antiga e é a Igreja Católica.
Das heresias, umas se chamam pelo nome dos homens que as fundaram: Valentino, Marcião, Basílides etc.;
outras, pelo lugar de onde vieram, como os peráticos; outras, do povo, como a heresia dos frígios; outras, de alguma operação, como os encratistas;
outras, de seus próprios ensinamentos, como os docetas, os hematistas" (Stromata 1,7,15)”

Hoje é Terça-Feira, 25 de Junho de 2019